Autocuidado - fique bem em sua própria companhia

June 17, 2020

 

Quando pensaríamos que um ser vivo microscópico pararia o mundo, colocaria o planeta de cabeça para baixo e nos conectaria neste instante?

 

Pois é, em meio à pandemia e às restrições de circulação, estamos enfrentando mais um grande desafio: o de estarmos em contato com a nossa própria presença. O que para muitos pode ser entendido como solidão e algo extremamente angustiante, é uma oportunidade para autorreflexão e autocuidado.

 

Por isso, o convidamos a pensar e a refletir sobre os cuidados que você dispensa a si mesmo, especialmente nesse momento de distanciamento social.

 

O autocuidado é um conjunto de comportamentos e atitudes que tomamos em nosso próprio benefício, em prol da nossa saúde física, mental e emocional. O cuidado a nós mesmos está diretamente ligado à relação de entendimento que temos sobre nossas necessidades e preferências.

 

Nesse sentido, muitas condutas podem ser consideradas como um zelo por você mesmo. Ao ler esse texto, por exemplo, você está dedicando um tempo ao autoamor.

 

E essa delicadeza especial por si próprio é um hábito que se cria, estamos falando de treino, desenvolvimento, frequência. Precisamos estar atentos às nossas necessidades e buscar desenvolver comportamentos assíduos que visam o nosso bem-estar. Trata-se de um exercício diário de carinho com a nossa vida!

 

Um bom termômetro para que você avalie o seu autocuidado é respondendo para si mesmo a essas questões:

 

  • Você tem cuidado da qualidade do seu descanso?

  • As necessidades dos outros são mais importantes que as suas?

  • Você adia o enfrentamento de questões que precisam de solução?

  • Você sabe o que te agrada ou desagrada?

 

Mas atenção: autocuidado não é sinônimo de “ter que estar bem o tempo todo”! Então, não se cobre quanto a isso, não estaremos bem 24 horas por dia, mas podemos reagir naturalmente e com sinceridade tanto às situações calmas, quanto às conflitantes.  

 

Por isso, é importante que você conheça os tipos de autocuidado e comece a praticá-los:

 

  • Emocional: É estar conectado às emoções, permitir senti-las e identificá-las. Isso pode ser feito por meio de livros, músicas, meditações, psicoterapia, enfim, tudo que proporcione conexão com os sentimentos.

 

  • Físico: É cuidar do nosso corpo biológico. Somos constituídos pelo corpo físico e psicológico. A atividade física é vital para o nosso bem-estar e nos ajuda a diminuir o estresse. Procure fazer pelo menos 30 min de atividade física por dia, nem que sejam somente alongamentos e movimentos simples, com ajuda de vídeos disponíveis no Youtube. O importante é não ficar parado!

 

  • Espiritual: É estar atento à espiritualidade. Estudos têm demonstrado que cultivar uma vida espiritual pode trazer inúmeros benefícios à saúde. Porém, o conceito de espiritualidade é uma prática pessoal e pode ser experimentada de diversas maneiras, pois não é sinônimo de religião, mas de contato com “algo” maior e depende da crença de cada pessoa.

 

  • Social: É relacionar-se com o outro. As vidas sociais ativas mantêm as relações que são importantes para nós e nos tornam mais felizes. Lembre-se que embora estejamos em distanciamento social, não quer dizer que tenhamos que manter distanciamento afetivo. Portanto, entre em contato com seus amigos, mande mensagens, telefone ou faça chamadas de vídeo.

 

As dicas a seguir te ajudarão a relaxar e a focar na prática do autocuidado:

 

  • Tente se desligar um pouco do celular, das redes sociais ou do trabalho sem limites. Pelo menos uma vez por dia, reserve um tempinho só para você não fazer nada!

 

  • Uma vez por semana, deite-se em algum lugar agradável e pense nos seus planos e nos caminhos para alcançá-los.

 

  • Reinvente-se e arrisque a fazer uma atividade diferente que sempre teve vontade e não conseguia colocar em prática. Experimente e pode se surpreender com o resultado.

 

  • Tenha zelo e carinho com o que produz para si, por exemplo: capriche ao cozinhar.

 

  • Curta sua própria companhia e seja gentil consigo, como se fosse ajudar alguém muito especial para você!

 

Busque o que te faz sentir bem!

Cuide-se e faça de pequenos momentos várias possibilidades de transformação!

 

Agnes Fortunato de Torres

Fabiana Oliveira

Felipe Sitta

Nancy Oliveira

Psicólogos do Núcleo de Conteúdo da Mental Clean

Please reload

Posts em destaque
Posts recentes
Please reload

Entrevista com Fátima Macedo: Saúde Emocional – um autocuidado para a vida

26 May 2020

1/3
Please reload

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Mental Clean
  • Twitter ícone social
  • Pinterest ícone social

© 2018 Mental Clean