Administrar o tempo é simples e possível, comece agora!

Administrar o tempo é simples e possível, comece agora!

July 7, 2020

 

Você já parou para pensar por que temos a impressão de que a vida está mais acelerada? Estamos concentrados em alguma atividade e, quando nos damos conta, lá se foram algumas horas ou até mesmo uma manhã. No final do dia, ficamos com aquela impressão de que algo ficou por fazer, parece que a conta nunca fecha, nos sentimos frustrados, esgotados e estressados.

 

Em um mundo outrora desenfreado e competitivo, pautado por metas a qualquer custo, isso pode encontrar respostas na ânsia por resultados rápidos, sejam eles pessoais ou profissionais, explica a psicóloga da Mental Clean, Fabiana Oliveira de Jesus. “A pressa impede o entendimento e a maturação dos objetivos”, diz a especialista.

 

Mas, se antes já vivíamos nesse estado, a pandemia só fez agravar esse sentimento de impotência perante o tempo. Com tudo ‘mais ou menos parado’ (só que não) é comum ouvirmos queixas, seja de familiares ou amigos, pelas redes sociais, pelas conversas on-line, de que as 24 horas não têm sido suficientes para encerrarmos o dia com a sensação de missão cumprida.

 

Fabiana Oliveira explica que isso ocorre porque durante a quarentena, o tempo ficou restrito aos mesmos estímulos, ou seja, trabalho e casa, o que faz aumentar essa noção de falta de tempo.

 

A boa notícia é que, por mais caótico que este momento esteja, é possível ter tempo para todas as atividades. Desempenhar vários papéis ao mesmo tempo em único ambiente requer planejamento e equilíbrio emocional.

 

“O grande desafio é estabelecer rotina, horário e principalmente não cair na armadilha de cobranças excessivas. Fazer um planejamento do dia, discriminar demandas urgentes das tarefas de baixa importância pode ajudar no processo de organização”, pontua a psicóloga.

 

 As vantagens de um tempo bem administrado vão além de benefícios no campo profissional que se traduzem em ganhos em eficiência e produtividade. “Um bom gerenciamento de tempo diminui o nível de estresse e ansiedade, ao passo que, a falta de gerenciamento, além de elevar esses mesmos sintomas, pode impactar na qualidade do sono, alimentação e humor”, ressalta Fabiana.

 

E para quem quer começar agora a administrar melhor o seu tempo, a psicóloga Fabiana dá algumas dicas.

 

 

Defina as prioridades e, se necessário, escreva:

 

  • O que é necessário fazer agora?

  • O que é importante, mas tenho um pouco mais de tempo para executar?

  • O que posso delegar?

  • Quando precisar realizar uma atividade que exige concentração desligue o celular, feche a porta, peça para as pessoas não te incomodarem até terminar.

  • Tenha horários para ver redes sociais, para evitar distrações.

  • É impossível mudar a quantidade de horas do dia ou de dias da semana, mas é possível aproveitá-los da melhor forma.

  • E, por último e não menos importante, o que está me distraindo?

 

 

Você terá os seguintes ganhos ao administrar melhor o seu tempo:

 

  • Maior produtividade – Gerir bem o tempo leva a mais oportunidades e menos tempo desperdiçado em atividades triviais.

  • Mais tempo livre – Pessoas que gerenciam efetivamente suas atividades conseguem ter mais tempo para gastar em hobbies ou outras atividades pessoais.

  • Diminuição do estresse – Construir e seguir um cronograma de tarefas faz com que você se sinta menos estressado e reduz a ansiedade.

          

É sempre bom lembrar que é comum relacionarmos o termo ‘produtividade’ à vida profissional. Porém, a especialista da Mental Clean explica que a palavra produtividade é originária da capacidade de ‘produzir algo’, “e isso se estende a outras áreas, desde que as metas estejam claras e possíveis de serem administradas”, diz Fabiana.

 

Mesmo com todos esses recursos à mão, corremos o risco de dar aquela fugidinha do foco, ligamos a tv, damos um like em um post ou simplesmente divagamos – a procrastinação nossa de cada dia! “Postergar o que precisa ser realizado não resolve o problema. Pelo contrário, pode ocasionar sentimentos de incapacidade, de culpa e estresse. Não é necessário dar conta de tudo sempre. Mas, ao primeiro sinal de sobrecarga o ideal é buscar ajuda profissional”, conclui Fabiana.

Please reload

Posts em destaque
Posts recentes
Please reload

Entrevista com Fátima Macedo: Saúde Emocional – um autocuidado para a vida

26 May 2020

1/3
Please reload

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Mental Clean
  • Twitter ícone social
  • Pinterest ícone social

© 2018 Mental Clean