Diversão no trabalho: mais uma fórmula anti-stress?
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Mental Clean
  • Twitter ícone social
  • Pinterest ícone social

© 2018 Mental Clean

Diversão no trabalho: mais uma fórmula anti-stress?

July 27, 2018

Hoje soluções consideradas revolucionárias para aumentar a produtividade e reter funcionários estão em alta. Mas será que trazem resultados?

 

 

Um ambiente de trabalho colorido ou com uma decoração inusitada, onde os funcionários têm acesso a vídeo games e mesas de pebolim, pode até parecer a solução ideal para prevenir o estresse e tornar as pessoas mais felizes e produtivas. Esta e outras alternativas são procuradas equivocadamente por empresas, que buscam reduzir o estresse ocupacional e com isso melhorar a produtividade dos colaboradores – mas são medidas que não agem na raiz do problema e não levam em consideração diferentes aspectos, que interferem no bem-estar do trabalhador.

 

Além de ter um ambiente bonito e confortável, o que é bom, também é preciso olhar para o funcionário e entender suas necessidades e limitações, dando condições organizacionais necessárias para o seu desenvolvimento profissional e para o bom desempenho de suas funções.

 

Principais fatores que são considerados Riscos Psicossociais e que podem prejudicar a saúde física e emocional do trabalhador:

 

  • Clima/ comunicação;

  • Papéis na organização;

  • Desenvolvimento na carreira;

  • Relacionamentos interpessoais no trabalho;

  • Interface casa/ trabalho;

  • Conteúdo da tarefa;

  • Carga de trabalho e ritmo;

  • Horas de trabalho;

  • Participação e controle.

 

 

Quando a empresa não está atenta aos fatores que podem desencadear o estresse no ambiente de trabalho, corre o risco de ter um impacto negativo na saúde e no desempenho dos funcionários e, com isso ter o aumento no absenteísmo.

 

Um levantamento realizado pela Previdência Social, entre 2012 e 2016, mostrou que as reações graves ao estresse, transtornos de adaptação, episódios depressivos e transtornos ansiosos foram responsáveis por 79% dos afastamentos. No Brasil, os transtornos mentais ocupam o terceiro lugar entre as principais causas de incapacidade no trabalho.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as perdas financeiras chegam a 1 trilhão de dólares, devido à diminuição da produtividade no trabalho, causada por doenças mentais. No entanto, de acordo com a Organização, empresas que implementaram iniciativas para promover a saúde mental e apoiar os empregados com transtornos mentais, tiveram ganhos não apenas na saúde dos colaboradores, mas também em produtividade.

 

Como melhorar a qualidade de vida no trabalho?

 

Os dados mostram a importância em implantar soluções eficazes que possam proporcionar um ambiente de trabalho menos estressante e mais saudável, onde os funcionários possam ter um bom desempenho.

 

Para isso, além de preparar a organização para a gestão dos riscos psicossociais, um dos aspectos importantes é desmistificar o tema saúde mental no ambiente de trabalho, preparando os líderes para perceber sinais e sintomas, saber abordar adequadamente e encaminhar para os serviços de saúde da empresa.

 

Se você está com dificuldades para encontrar uma maneira de melhorar o bem-estar emocional da sua equipe, entre em contato conosco para entender como podemos ajudá-lo.

 

Please reload

Posts em destaque
Posts recentes

November 14, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Tags
Please reload

Nossas redes
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Basic Square