Como realizar a famosa “Virada de Chave” para 2022?


Prudência e gratidão. Estas são sem dúvida algumas das lições deixadas pelo ano de 2021 e que precisaremos levar em nossas mentes, como aprendizado, para 2022.


É claro que para uma boa parte das pessoas essas duas ideias juntas podem não ser tão simples de serem colocadas em prática, afinal estamos indo para o terceiro ano de convívio com o coronavírus - desta vez com uma nova variante (Ômicron) pelo caminho -, muitos perderam seus entes queridos e outros se preocupam em sobreviver financeiramente em meio às poucas opções que a economia do país tem oferecido.


Ou seja, problemas não faltam, não é mesmo? E eles certamente não vão desaparecer com a virada do ano, certo? Então, só nos resta arregaçar as mangas e começar o ano focando no equilíbrio do nosso autocuidado, seja ele pessoal, profissional ou espiritual. Isso porque cuidar do nosso mundo interno é uma tarefa que só compete a nós e a mais ninguém!


Mas como fazer isso em meio a tantos desafios que teremos pela frente? Com prudência, procurando avaliar as circunstâncias de cada assunto ou informação que chega até você, adotando o famoso ”filtro”.


Na prática seria avaliar com calma cada situação nova que aparece, em qualquer área da sua vida, antes de se deixar levar pelos impulsos ou se desesperar. Além disso, é importante estar mais aberto para o sentimento de gratidão pelo que te acontece porque nem sempre o que parece ser ruim realmente é.


Às vezes essa aparente sensação ruim pode ter servido de impulso para que você seguisse novos rumos e tomasse novas decisões lá na frente; outras vezes pode ter servido de aprendizado ou para te mostrar o quanto você não estava preparado ou pode conseguir algo melhor.


Percebe como esses olhares de autoconhecimento para si dependem apenas de você, independente da circunstância que o mundo está vivendo? Até porque desde o início da história da humanidade sempre houveram ciclos de crises, intercalados por guerras, doenças, momentos de calmaria e progresso, enfim.


A vida é dinâmica e não adianta insistirmos em achar que temos algum controle sobre ela para que fique estática ou se mova na direção que queremos. Às vezes isso até parece acontecer mas logo somos tomados por uma situação inesperada, que pode ser boa ou ruim, fazendo com que tudo mude novamente.


Então, por via das dúvidas, cuide-se! Mantenha o seu amor e cuidado com você e com quem ama, porque acredite, isso acaba se refletindo nas outras áreas da sua vida.


Você pode começar com pequenas ações e gradualmente ir acrescentando atitudes de bem-estar que te façam bem, como por exemplo:


  • Ouça mais vezes as músicas que te alegram, que te acolhem ou que te ajudam a colocar a tristeza para fora;

  • Aproveite a chegada do Verão para caminhar ou se exercitar, sem negligenciar a hidratação que o seu corpo pede;

  • Converse com as pessoas queridas, mesmo que virtualmente;

  • Presenteie-se com o seu prato preferido;

  • Faça do seu ambiente de trabalho um lugar leve, sem dar vazão para os comentários ou pessoas tóxicas;

  • Dedique alguns momentos de lazer só para si e procure respirar mais pausadamente.


Só com essas pequenas dicas você já começa a notar uma certa diferença na sua postura e olhar em relação ao mundo a sua volta. Tudo isso sem se contar a quantidade de benefícios que sua mente e o seu corpo passarão a receber e a te agradecer.


Mas se com essas pequenas ações você não sentir alguma diferença ou mesmo perceber que não consegue fazer isso sozinho, busque a ajuda de um amigo, um familiar ou um profissional, inclusive da psicoterapia. Com certeza um desses caminhos te levará a um grau maior de desenvolvimento pessoal e bem-estar.


Ah! "E a pandemia, a crise financeira, aquele meu problema, o que eu faço com eles”? Você pode estar se perguntando. Quando você vira a chave para dentro de si e começa a se priorizar e ter mais tempo para o seu autocuidado essas respostas certamente aparecem com mais leveza e fluidez, ao seu tempo.


Você começa a analisar cada problema utilizando questões mais simples como: “eu posso resolver isso agora? Sim, vou resolver. Não, então vou me planejar para isso em tal data”.


A prudência será sua forte aliada nessas mudanças de hábito. E a gratidão uma consequência. Que tal aproveitar o início de um novo ciclo para se dar novas oportunidades?



Posts em destaque
Posts recentes