Esgotamento emocional? Pare e respire!



Chegar ao final do ano com a sensação de um esgotamento físico e mental é compreensível e até mesmo normal.


Porém, é certo que 2020 impôs a todos nós limites desproporcionais e encerrar esse ciclo sem sequer um sinal de fadiga é para os ninjas, não é mesmo?


De repente, o mundo parou e se transformou! A pandemia do novo coronavírus trouxe medo e insegurança quanto a um futuro incerto com o qual tivemos que nos adaptar abruptamente.


Desde o início do ano, temos convivido com preocupações excessivas, como o medo de ser contaminado pela doença, de perder um ente querido ou ainda de perder o emprego em um momento de muita instabilidade econômica.


E essa angústia tem feito com que grande parte da população perca o sono e entre em um processo de desconforto emocional, muitas vezes, beirando um colapso nervoso.


Somada às medidas de distanciamento social para conter a disseminação da Covid-19, veio também a sobrecarga em uma rotina na qual o ‘office’ invadiu o ´home’, e o grande desafio tem sido organizar as tarefas de casa e do trabalho sem que os papéis se misturem.


Segundo um documento da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os impactos da Covid-19, publicado em maio deste ano, “a saúde mental e o bem-estar de sociedades inteiras foram severamente afetados por essa crise e são uma prioridade que deve ser tratada com urgência. É provável que haja um aumento duradouro no número e na gravidade dos problemas de saúde mental”, diz o registro (fonte site Uol).


Os casos de depressão dobraram desde o início da pandemia, indica um estudo feito pelo Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, entre março e abril, assim como os casos de ansiedade passaram de 8,7 para 14,9%.


Parar um pouquinho e refletir sobre suas emoções e sentimentos, respondendo para si mesmo a essas questões, podem te ajudar a dimensionar se você está ou não à beira de um esgotamento emocional:


  • Tenho me sentido mais nervoso ultimamente?

  • Ando sem paciência em meus relacionamentos pessoais e com a minha equipe profissional?

  • O trabalho deixou de ser algo prazeroso, sendo que antes era motivo de contentamento?

  • Tenho a sensação de que tudo o que faço é uma sucessão de ações mecânicas e automáticas?


Se as suas respostas foram afirmativas para a maioria delas, não se culpe. Pois, como já dissemos, estamos em um momento de emoções à flor da pele.


Ao mesmo tempo, é importante que você esteja consciente de que esse estado pode te deixar sem energia, cansado, com baixa imunidade física e mais suscetível a problemas de saúde como gripes, resfriados e infecções oportunas.


Porém, se você perceber alguns dos sintomas abaixo, ALERTA! Pois você pode estar em um processo de esgotamento físico e mental:


  • Cansaço excessivo mental e corporal: mesmo que você tente descansar, não se sente relaxado.

  • Falta de concentração e de memória: com a mente sobrecarregada e esgotada, fica mais difícil se concentrar nas ações, ou se lembrar de fatos e compromissos.

  • Medo constante: se você está se sentindo esgotado, pode ter uma sensação de que algo ruim está sempre prestes a acontecer.

  • Insônia: um sono não reparador, resultante da dificuldade para dormir ou por acordar várias vezes durante a madrugada.

  • Indiferença e desânimo: o esgotamento emocional faz com que você perca o ânimo e a vontade de fazer atividades que antes eram prazerosas e rotineiras, como conversar com amigos, assistir uma série, ouvir uma música.

  • Disfunções gastrointestinais: azias, dores de estômago ou o intestino passa a funcionar irregularmente.

  • Alterações de apetite: há situações de total falta de fome ou em que você passa a comer exageradamente, para compensar sentimentos de falta.


O importante é ter consciência do problema e entender que sempre é tempo de voltar a sua atenção para o autocuidado.


Mesmo que, em algum momento, lá atrás, você tenha deixado de lado os cuidados com você mesmo, por se preocupar primeiro em cuidar da família toda, agora é a hora de virar essa chave em favor da sua saúde emocional.


E o caminho mais saudável é colocar a sua Saúde Mental em primeiro lugar! Quando nos sentimos bem física e mentalmente, conseguimos fazer escolhas mais assertivas e gerenciamos melhor as nossas emoções.


Lembre-se de que é preciso estar bem conosco mesmos para depois cuidar dos nossos queridos!


Mas então, o que fazer na prática para evitar uma situação de exaustão emocional?


Elaboramos algumas dicas que podem ajudar, e que, por isso, devem ser praticadas regularmente:


  • Não se cobre tanto: não seja tão duro e crítico consigo mesmo, acolha seus sentimentos e seja mais complacente.

  • Comemore suas conquistas: concentre-se nos resultados positivos que você obtém tanto na vida pessoal, quanto profissionalmente.

  • Faça exercícios físicos: pratique atividades físicas com regularidade, pois elas liberam hormônios fundamentais para o nosso equilíbrio emocional.

  • Mantenha uma rotina de sono saudável: procure dormir e acordar sempre nos mesmos horários, faça refeições leves à noite, e desligue-se de aparelhos eletrônicos ao menos uma hora antes de deitar-se.

  • Cultive os relacionamentos: mesmo em distanciamento social, é possível sentir o acolhimento de familiares e amigos, de forma virtual ou em pequenos encontros.

  • Procure fazer o que te deixa feliz: ouça suas músicas preferidas e cante junto, assista um filme leve ou uma série romântica, leia poesias, faça pelo menos uma refeição ao dia em família.


Acima de tudo, permita-se ‘ouvir’ o que o seu corpo está dizendo e sentir o que as suas emoções estão te trazendo. Acolha os seus sentimentos!


Estar atento a esses sinais é um gesto de amor por você mesmo e com o outro.


Muitas vezes, é necessária a ajuda de um psicoterapeuta para enfrentar essa fase. Se você perceber que este é o seu caso, não tenha receio em pedir ajuda.


Comece agora essa importante jornada para o seu bem-estar integral!




Posts em destaque
Posts recentes
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Mental Clean
  • Twitter ícone social
  • Pinterest ícone social

© 2018 Mental Clean - Política de Privacidade