Os desafios da maternidade no ambiente de trabalho


Conciliar maternidade e trabalho é um grande desafio para as mulheres!


A gestação é um momento de muitas mudanças biológicas, psicológicas, hormonais e sociais na vida de uma mulher, que se prolonga também com o puerpério, a fase que se inicia com a nascimento do bebê e que pode se estender em até 12 meses após o parto.


Nesse processo, é natural que ela enfrente fases de maior oscilação hormonal e mudanças emocionais, pois, ao mesmo tempo em que ela precisa ‘aprender’ a lidar com a nova rotina, ela é tomada por sentimentos como solidão, autocobrança e até mesmo culpa.


O fato é que, para muitas mulheres inseridas no mercado de trabalho, o final da licença maternidade é vivenciado de forma angustiante, uma vez que o vínculo entre mãe e filho precisa se estabelecer.


Durante esse período, é muito comum que as mamães manifestem alguns desses sentimentos:

  • Medo de perder o vínculo com o bebê

  • Quebra do ciclo da amamentação

  • Insegurança no compartilhamento do cuidado com o filho

  • Medo de ser demitida ou substituída no trabalho

  • Insegurança em relação à sua produtividade

  • Dificuldades em se adaptar a múltiplas tarefas

  • Esgotamento emocional

  • Sentimento de culpa

  • Maior propensão ao choro

É fundamental que os gestores tenham a compreensão de que essas demonstrações e oscilações emocionais são comuns, frente à complexidade de vivências enfrentadas por essa profissional, em um momento de vida tão sensível e delicado.


Por isso, é importante que a liderança tenha um olhar sensível e cuidadoso para as profissionais mães que estão em período de readaptação ao trabalho, e participem de forma colaborativa nesse processo, colocando-se à disposição para auxiliar e proporcionar um ambiente seguro.


Agosto Dourado


As empresas podem, inclusive, atuar como grandes aliadas no incentivo às colaboradoras que são mães, intensificando ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno.


A Semana Mundial da Amamentação, que ocorre de 1 a 7 de agosto, é uma ação global instituída pela Organização Mundial de Saúde (OMS), com o objetivo de sensibilizar para a importância vital da amamentação, já que o leite materno é o melhor e o mais completo alimento que um bebê pode e deve receber exclusivamente em seus primeiros meses de vida.


No Brasil, soma-se a campanha Agosto Dourado que reforça, ao longo do mês, iniciativas de conscientização e que ressaltam a necessidade de se promover espaços para que as mães amamentem seus bebês de forma segura e confortável.


Estatísticas apontam que esse precioso líquido, rico em nutrientes, que vale ouro, é capaz de salvar anualmente 13% das crianças menores de 5 anos, ao redor do mundo, de doenças graves que poderiam ser desenvolvidas.


O ato da amamentação é benéfico tanto para o bebê quanto para a mamãe. É um momento único, em que há uma forte conexão entre os dois, na qual se fortalecem os vínculos afetivos.


A criança que é amamentada exclusivamente com o leite materno, até os seis meses de idade, adquire mais imunidade contra doenças. É um alimento completo que contém todos os nutrientes que o bebê necessita para o seu desenvolvimento.


Como apoiar, na prática, as mamães que estão retornando ao trabalho?


Nesse contexto, sugerimos algumas ações práticas que podem facilitar esse apoio da liderança às mães que estão retornando ao trabalho:

  • Reserve um horário para conversar e dar mais atenção para as novas mamães

  • Faça com que a profissional se sinta acolhida e que é parte importante da equipe

  • Ajude essa profissional a pensar em novas formas de desenvolver o seu trabalho

  • Dê espaço para que ela desenvolva projetos mais compatíveis com sua realidade atual

  • Acolha as suas inseguranças e compreenda que ela "está" em um momento muito desafiador

  • Incentive essa profissional a fazer pausas para a amamentação

  • Invista em um clima tranquilo em que a profissional se sinta segura para falar sobre os seus medos e inseguranças

  • Trabalhar com metas pode ser mais fácil para conciliar maternidade e trabalho, ao invés de cumprir uma carga horária. Ofereça a possibilidade de utilizar o horário flexível para que essa profissional possa fazer suas entregas e atingir os resultados da melhor forma

  • Ofereça treinamentos e rodas de conversas que ajudem as novas mamães a otimizarem a rotina e a manter a produtividade

Esse cuidado faz toda a diferença para que essa profissional seja acolhida em seus sentimentos e se sinta mais segura e confiante.


A Mental Clean tem uma equipe de especialistas preparada para auxiliar a sua empresa nesse processo. Fale conosco!


Liderança engajada e comprometida valoriza seu time e mantém a equipe motivada!



Posts em destaque
Posts recentes